CURIOSIDADES DOS LENÇÓIS MARANHENSES

 
.O Parque dos Lençóis Maranhenses tem 155.000 hectares, ou seja, 1550 quilômetros quadrados. Mal dá para ter ideia do que é tudo isso, é areia que não acaba mais. Seria possível colocar a cidade inteira de São Paulo dentro do parque. Fica localizado na região nordeste do estado do Maranhão, com 270 km e 156 584 de área de Dunas e Lagoas cristalinas com possibilidade de banha-se, atraem turista do mundo todo, fazendo assim ser um dos pontos turísticos mais visitados internacionalmente.Na época de cheias, entre janeiro, Maio e agosto, o parque chega a ficar  com mais de 36 mil lagoas em toda a sua extensão.Os lençóis maranhenses propriamente dito só existe por uma simples coincidência entre  o ritmo anual de 

seu lençóis  freáticos e a intensidade com que o vento vindo do mar faz dunas.Ali há alguns rios, dunas fixadas pela vegetação da restinga, manguezais e lagoas permanentes, como a lagoa da esperança, mais dois terços do parque são mesmo cobertos por dunas de areia livre, que em um dia de vento forte podem se deslocar 10 centímetros, esse fenômeno provoca o aparecimento de novas lagoas.O lençol freático dos Lençóis é extremamente superficial. Depois de saber que o lençol freático está 2 e 3  metros somente de profundidade, você poderia achar que o nome do parque se origina por conta disso? Mas não.O nome tem origem mesmo na aparência das dunas, que vistas do alto, parecem lençóis amassados.Se você cavar encontrar água própria para beber. Em diversos vilarejos, a população cava poços artesanais para consumo de água. As comunidades  vivem da basicamente da pesca, agricultura e pecuária. Boa parte da população que vive dentro do parque perto de Santo Amaro é nômade. Eles não constroem suas caras de tijolos, pois de dois em dois anos eles são obrigados a se mudar. Isso porque com a movimentação das dunas, a casa deles é completamente encoberta pela areia. Então as construções são de palha para que eles possam mudar-se. 

NO VERÃO NÃO TEM LAGOA?

 Depois do período de chuvas intensas as lagoas estão  no nível máximo, (4 meses de maio a agosto) fazendo com que os visitantes aproveitem e conheçam o mais lindo oásis maranhenses.
Devido a estação chuvosa ter passado (Setembro,outubro,fevereiro,abril)  algumas lagoas mudam de tamanho e nível, o sol e o vento ajudam nessa mudança, esta temporada e a mais proveitosa, dando de fazer recreações na água e  caminhas,
Durante dezembro e janeiro o calor e o tempo seco é tamanho que alguns lagoas secam. deixando a paisagem mais deserta e ficando só os desenhos das lagoas, as que ficam com o nível mais alto a da Esperança, que é próxima a um rio, e a do Peixe, que segundo o guia ela não seca porque tem peixe! rs! Claro que na realidade é o inverso, tem peixe porque ela não seca, mas não encontramos nenhuma explicação para ela também não secar!

DA PRA VISITAR O PARQUE A NOITE?

Se você pegar a lua certa, você vai achar que é dia! Mas em compensação, se não tiver lua, o céu vira um tapete incrível de estrelas por não ter quase cidade nenhuma por perto. Vale a pena o passeio! 

É possível passar a madrugada toda no parque. A temperatura cai um pouco mas não chega a ficar desagradável. Com suporte de moradores é possível dormi em redarios ou se você preferir um modo mais  roots, você pode dormir em Barracas oque não é recomendado pois nas dunas o vento é extremamente forte, capaz de levar a mesma  deixando você dormindo ao ar livre oque parece muito legal mais perigoso, pois no parque se encontra vários animais selvagem.

PEQUENOS LENÇÓIS MARANHENSES

Você sabia ? os Pequenos lençóis  maranhenses fica ao lado dos grandes lençóis. Constituí por 979,3 km dividido entre duas cidades, Barreirinhas e paulino neves, com características dos grandes lençóis

 os pequenos e umas das melhores paradas  indo no trajeto de barco para caburé ou atins , a parada e feita em Vassouras (pequenos lençóis) aproveitando bebidas e comidas da região,os macaquinhos são uma das atrações principais,você pode também visitar a Praia do Barro Vermelho, no local se encontra apenas um restaurante que fica na parte alta em cima do Barro deixando você com a melhor vista para o mar. A grande diferença entre dos pequenos para os Grandes lençóis são as dunas que são menores e areia é mais amarelada, sem lagoas permanente, e 

Sou um parágrafo. Clique aqui para adicionar e editar seu próprio texto. É fácil.

ATINS É A NOVA JERICOACOARA


Atins é uma vila de pescadores que fica  na beira da praia, povo humilde e acolhedor. Alguns vilarejos vive da venda de castanhas. O cajueiro é uma árvore que se adapta bem ao clima e condições dos Lençóis. Eles vendem um quilo de castanhas a 20 reais apenas! Uma pechincha! O artesanato e um pouco de turismo complementam a renda, extraído do olho do buriti feito um processo adicionado cor natural como a de plantas, urucu,juçara depois passa pelas mão de fadas das duas  artesãs que dão forma a palha de buriti, bolsas, chapéus,chinelas,etc. Atins principalmente da pesca ajudando na renda. Nos últimos anos ela virou o paraíso do kitesurf,pelas condições do vento e suas belezas naturais.

 Por ali, muitos e muitos gringos já compraram seus imóveis e se instalaram, donos de pousadas e restaurantes. É realmente um paraíso natural, e para lá o velejo!